Arquidiocese

Peregrinação Jubilar das Pessoas com Deficiência. Inscrições abertas.
(+info)

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
10 Abr 2017
Pôs-se a caminho
Homilia no Domingo de Ramos
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Avelino Lima | Sé Catedral

Eis-nos chegados à Semana Maior, que tem como porta de entrada a celebração do Dia Mundial da Juventude. Isto supõe essencialmente duas atitudes. Em primeiro lugar, dar juventude à vida de um cristianismo que se vai anquilosando e fechando em tradições rotineiras. Resistimos muito à frescura da fé e contentamo-nos com um cristianismo sociológico, ou seja, de diversos momentos e circunstâncias. Cristo pede uma vida de entrega total e nós contentamo-nos com a evocação esporádica de determinados momentos da vida de Deus, como acontece com a Semana Santa. Importa, por isso, dar juventude, entusiasmo, coerência à nossa fé, contemplando-a na sua integridade e permitindo que ela influencie a vida com energia e vontade de um testemunho permanente. Em segundo lugar, dar juventude à vida exige que nos concentremos mais na juventude e que esta mostre verdadeiramente o que vale neste mundo indiferente e multicultural. A juventude tem lugar na Igreja e deveria assumir-se como fenómeno destabilizador da inércia dos mais velhos.

Gostaria, neste Domingo de Ramos, de colocar em evidência a palavra Ecce o gesto mariano “pôs-se a caminho”. Porquê? Porque é caminhando, ou seja, desinstalando-nos do nosso conforto, que encontramos o sofrimento e levamos esperança onde ela parece faltar. Maria não olhou a meios nem a esforços na hora de partir. Apenas pensou no bem que poderia fazer e na urgência de se colocar a caminho. Como sabemos, existem situações na nossa sociedade que exigem uma resposta ágil e rápida. São respostas que esperam por nós.

Vivemos tempos exigentes. Mas é precisamente na exigência dos desafios que se formam o carácter e a personalidade cristãs. São tempos de nos colocarmos a caminho, ao ritmo de Maria, e de irmos ao encontro das pessoas, principalmente as que mais necessitam. Não esqueçamos, porém, que João recebeu Maria em sua casa. A sua dinâmica apostólica e missionária partiu deste viver em casa com Maria. Levemos Maria para nossa casa e trabalhemos para que Igreja seja, de facto, Casa de Maria.

Que Maria nos ensine a ternura da proximidade e nos acompanhe no caminho da fraternidade.

† Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz

 

Pode descarregar abaixo o PDF da homilia na íntegra.

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Departamento de Comunicação
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 BRAGA

TEL

253 203 180

FAX

253 203 190