Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o XXX Domingo do Tempo Comum - Ano A - 25 de Outubro de 2020

?Link



XXX Domingo do Tempo Comum


«Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?» 



Ao meu lado! Juntos! Sempre perto! Coração com coração!
Quem nos faz querer viver assim?
Aquele que é o maior de todos os mandamentos: O Amor!
Quem ama não sente dificuldades, pois eleva-se acima dos obstáculos.
O maior de todos os segredos no amor é amarmo-nos como Deus nos ama!
Só assim conseguiremos amar o próximo como o Pai ama a humanidade inteira!

Fechar os ouvidos à dor dos outros; tapar os olhos na injustiça; calar perante a indiferença;
encerrar as mãos à partilha; cobrar com vingança… É pura maldade.
Seguir esse caminho é desviarmo-nos da meta que o Deus do Amor nos propõe.
Nestes momentos de aflição profunda, quando sentirmos que tudo à nossa volta é tristeza e solidão,
é urgente invocar o Senhor, porque sabemos que Ele vem sempre em nosso auxílio!
Digamos com toda a confiança: «Eu Vos amo, Senhor: sois a minha força.»
Cada passo, cada gesto, cada palavra que o nosso corpo emita converter-se-á em Amor!
Seremos assim mensageiros de Fé em Deus, porque a nossa vida é um amar constante e pleno!

Hoje, a liturgia do 30º domingo, do Tempo Comum, do Ano A, ama-nos com um amor infinito!
O Mestre, novamente colocado à prova, não se rende, não fica calado, nem mede as palavras.
Lança-nos o desafio de Amarmos Aquele que não tem rosto:
«Amarás o Senhor teu Deus…»
Diz-nos como O podemos Amar:
«…com todo o teu coração com toda a tua alma e com todo o teu espírito.»
Indica-nos onde O podemos encontrar:
«Amarás o teu próximo…
E… apresenta-nos a medida do amor sem medida:
«…como a ti mesmo.»

Senhor Jesus,
hoje, ainda quero saber qual é o maior mandamento,
para que não tenha de ser tão grande o alcance dos meus passos!
Eu preciso amar-me para encontrar, no meu coração, a dimensão maior para amar os outros.
Preciso de um voltímetro novo… que me faça amar mais e mais.
Porque eu sei que em Ti e conTigo, amar é a única tensão que terei.

Que cada um de nós procure amar o outro na adversidade da vida!
No desalento profundo de uma palavra que ficou em silêncio!
Num gesto que nunca saiu do pensamento!
Num ritmo cardíaco que nunca se uniu à melodia certa!

Vamos amar?
Juntos! Eu e tu amaremos a humanidade que O bom Deus, nosso Pai, tanto ama!

Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Liliana Dinis | Póvoa de Varzim| 27 Set 2020
Crónica para o XXVI Domingo do Tempo Comum - Ano A - 27 de Setembro de 2020
É preciso ser forte! É urgente cumprir o Baptismo! É preciso SER Filho do Pai!
PARTILHAR IMPRIMIR
 

link


XXVI Domingo do Tempo Comum 
Ano A


 «Naquele tempo, disse Jesus aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos do povo…» 

Ter um rumo certo! Definir o percurso sem hesitar! Traçar objectivos concretos!
Ser coerente nas palavras e nas obras! Procurar o Senhor na justiça e na edificação do bem!
Mostrar arrependimento pela nossa inércia perante o mal!
Servir a humanidade e agradar, em tudo, ao Pai!
Fazemos o mal sempre que nos afastamos do bem!
Quando aceitamos com naturalidade a fome mundial
e somos incapazes de aquecer o pão que sobrou do dia anterior!
Mas, O Senhor Bom Deus não recorda as nossas faltas, nem os nossos pecados.
Quer-nos imensamente e acolhe-nos com clemência e bondade!
Lembra-nos que o Seu Amado Filho veio a este mundo na condição de Servo e tornou-se semelhante a nós.
Obedeceu ao Pai em tudo, até à morte e, como nos diz S. Paulo, «…morte de cruz»,
para que a humanidade encontre Deus e converta, definitivamente, o seu coração à Boa Nova!
Hoje, a liturgia do 26º domingo do Tempo Comum, do Ano A,
indica-nos o caminho do arrependimento, ensina-nos a acreditar na Justiça Divina
e mostra-nos a caridade, o Amor profundo que O Pai tem por cada um de nós!
O Bom Pastor com uma parábola sobre um pai e dois filhos inquieta-nos:
«Qual dos dois fez a vontade ao pai?».
Nesta questão podemos edificar toda a nossa Vida Cristã!
A conclusão arrasta-nos, novamente, para o Trabalho na Vinha!
Aquele que FAZ a vontade do Pai terá «o reino de Deus».
É preciso fazer… não basta dizer: “Sim!”!
Filho dO Bom Pai,
sempre que o cansaço, a frieza, o desencanto, a preguiça e o desamor vierem ao nosso encontro,
olhemos para Jesus e encontraremos o consolo da caridade mais forte que o mundo albergou!
Jesus era O Mestre das Palavras.
MAS, só conseguiu imprimir o Amor no coração da humanidade, ao cumprir a vontade do Pai!
Queremos salvar a nossa vida?
Muitas vezes, a vontade será escassa ou nenhuma!
De joelhos, perante Deus, façamos um exame de consciência!
Estamos arrependidos:
dos pensamentos bons que deixamos de criar…
das palavras que dissemos e não cumprimos…
dos actos de caridade que nos esquecemos…
das omissões que matam tudo em que acreditamos!
Agora, profundamente arrependidos…
Vamos trabalhar na Igreja do Cristo!
É preciso ser forte! É urgente cumprir o Baptismo!
É preciso SER Filho do Pai!
Vamos agradar ao Nosso Senhor, O único Deus Justo e Misericordioso.

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos