Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o Domingo da Solenidade de Cristo Rei - Ano C - 20 de novembro de 2022

 

 

Solenidade Cristo Rei do Universo

Ano C

«Pedir…»

 

Cristo que és o meu Rei…
Hoje, não Te peço por pedir…
Peço-Te para que a Juventude Te anseie.
Peço-Te para que o espírito da Humanidade se mantenha jovem.
Peço-Te para conseguir acompanhar a evolução dos tempos, ao serviço de cada Batizado.
Peço-Te que sejas a Voz de Perdão que comanda os pés de quem sofre com a maldade humana.
Peço-Te que abram portas de par em par para Te acolher e para Te amar, infinitamente.
Peço-Te que a Esperança acenda a Fé, que vagueia na Alma.
Peço-Te que Te encontrem, urgentemente.
Peço-Te que vejam a Tua Luz!

No Domingo em que celebramos o encerramento do ano Litúrgico C,
onde nos despedimos do Evangelista da Misericórdia, das Parábolas,
peço a intercessão de S. Lucas para nos refrescar o rosto com o belo diálogo entre Jesus e Dimas.

Hoje, que cada um de nós seja Dimas…
Capaz de pedir a Jesus o Seu infinito olhar… A Sua Misericórdia!
Capaz de reconhecer no Homem Crucificado e Humilhado por todos, O Salvador da Humanidade inteira.
Aquele que é o Messias de Deus, o Eleito… Mas que vem e se faz homem, como eu e como tu.

É tempo de pedir…

Nesta oração de petição coloquemos o “Temor a Deus“ num patamar superior:
No “Ter Amor” a Deus, Pai e criador.
Assim, viveremos plenamente ao sabor do vento e da liberdade divina,
que a juventude tanto procura neste mundo de terra árida,
onde O Cristo plantou a Sua Palavra de Salvação.
Ainda hoje, poderemos colher os frutos dessa semente…
O fruto mais abundante será o Amor!

Onde há amor nascem gestos e aí habita [e habitará para todo o sempre] Deus.

Tu que és jovem [em Espírito e verdade]… Vem procurá-Lo!
Peço-te!

Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Juntos no caminho de Páscoa"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Liliana Dinis | Póvoa de Varzim| 5 Fev 2022
Crónica para o V Domingo do Tempo Comum - Ano C - 6 de Fevereiro de 2022
... onde há Amor nascem gestos!
PARTILHAR IMPRIMIR
 

 

 

V Domingo do Tempo Comum

Ano C

«Pescar…»

“Deixar tudo!”
Que expressão tao forte!
Implica coragem, firmeza, decisão sem retorno.
Um Baptizado, que abraça a Fé, deixa tudo com naturalidade.
Só não abandona a rede! Agarra-a com toda a força e vai mais além…
Será Pescador de Homens todo aquele que também for pescado!

Só podemos ser e dar aquilo que somos e temos.
Não basta que ouçam as palavras da nossa boca.
É urgente tomar o barco da Igreja, içar velas e partir…
A viagem pode ser curta… até ao vizinho do outro lado da rua, que vive só e triste.
Mas, também pode ser longa… até ao continente vizinho onde a natureza devasta a humanidade!
Urgente é ser luz no mundo, porque---

Hoje, a liturgia do 5º Domingo do Tempo Comum, do Ano C, envia-nos!
Como o Profeta Isaías que tenhamos a coragem de pedir:
«Eis-me aqui: podeis enviar-me».
Como S. Paulo que tenhamos na mente que só transmitimos o que recebemos:
«Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras;
foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia…»

E com esta Fé forte e firme no Mestre Jesus, saibamos fazer como Simão:
«Tendo conduzido os barcos para terra, eles deixaram tudo e seguiram Jesus.»

A Oração é a rede que nos apanha e nos congrega nesta Igreja que é de Cristo.
O pecado será sempre limpo, se caminharmos na presença dos Anjos… e a pesca será milagrosa!
Durante esta semana rezemos por todos os Baptizados que se esqueceram que devemos caminhar juntos,
sinodalmente…

«Faz-te ao largo e lançai as redes para a pesca».

Vai! Procura, que irás encontrar…

Mas, Senhor a nossa incerteza, a nossa fraqueza humana,
todas as nossas dúvidas e os passos mal andados,
fazem-nos temer e parar…

«Daqui em diante serás pescador de homens»

Porquê a mim, Senhor?

Fraco, incerto e até com umas ideias tresloucadas…

Sim! Eu…

…que ponho os pés pelas mãos…

…que não me sinto um grande exemplo para o meu próximo…

…que sou um pecador!

“Não temas!”

Sim, Senhor, eu sei que estás sempre comigo.

Eu sei que nos momentos mais difíceis estás sempre lá para me ajudares a continuar o caminho,
assim como o cireneu o fez no caminho para o calvário.

Sim, Senhor, és Tu quem me dá o alento,
quem me dá alegria e me incentiva nesta caminhada.

Sei Senhor, que sem Ti serei um ser inanimado e contigo sou a vida
pois, Tu me enches do Teu Espírito, do Teu Amor!

José Emanuel Milhazes Penteeiros no GEJ

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos