Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com The Tablet | 21 Out 2021
Bento XVI espera juntar-se em breve aos amigos no Céu
Afirmação surge em carta de condolências, mas Papa Emérito encontrar-se-á "absolutamente alegre".
PARTILHAR IMPRIMIR
  © AP

Numa carta de condolências após a morte de um dos seus amigos mais próximos, o Papa Emérito Bento XVI, de 94 anos, disse que espera em breve juntar-se aos seus amigos no Céu.

“Ele chegou agora ao Além, onde muitos amigos certamente estarão à sua espera e eu espero mesmo juntar-me a eles em breve”, escreveu Bento XVI numa carta datada de 2 de Outubro e dirigida ao Abade do Mosteiro Cisterciense de Wilhering na Alta Áustria. Referia-se à morte do Pe. Berhard Winkler OCist.

O mosteiro publicou a carta na íntegra, na qual o Papa Emérito, assinando Bento, escreve: “Estou profundamente entristecido pela notícia que me enviou de que o Professor Doutor Gerhard Winkler OCist foi para casa. De todos os meus amigos e colegas, ele era o mais próximo. A sua alegria e fé profunda sempre me atraíram. Ele agora alcançou a outra vida, onde muitos amigos certamente estarão à sua espera. Espero juntar-me a eles em breve. Entretanto, continuo unido em oração com ele e com a comunidade de Wilhering”.

O Pe. Gerhard Winkler OCist (24 de Abril de 1931 – 22 de Setembro de 2021) foi um dominicano católico austríaco dominicano e historiador da igreja. Ele e Joseph Ratzinger – que mais tarde se tornaria no Papa Bento XVI – leccionaram na Universidade de Regensburg na década de 1970, Ratzinger de 1969 a 1977 e Winkler de 1974 a 1983.

Uma das publicações mais conhecidas de Winkler é a edição em dez volumes das obras compiladas de Bernhard von Clairvaux na tradução latim-alemão. Bento XVI cita-o várias vezes na sua encíclica Spe salvi, de 2007.

O Arcebispo Georg Gänswein, que se encontra a cuidar do Papa emérito, assegurou entretanto ao Bild Zeitung que Bento XVI continua “absolutamente alegre”.

O desejo de se juntar aos amigos no Céu, que expressou na sua carta de condolências, não deve ser interpretado como se significasse que o ex-Papa “já não deseja viver”, disse, sublinhando precisamente o contrário.

A carta foi “bem intencionada e vem do coração”, explicou Gänswein. “É claro que o Papa se estava a preparar de forma muito consciente para a morte. A arte de uma boa morte, Ars morendi, faz parte da vida cristã. O Papa Bento XVI pratica-a há anos. Mas ele está absolutamente alegre. Estável na sua fraqueza física, cristalino na sua mente e abençoado com o seu sentido de humor tipicamente Bávaro”, explicou.

 

Artigo de Christa Pongratz-Lippitt, publicado no The Tablet a 21 de Outubro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Papa Bento XVI  •  Papa Emérito  •  Morte  •  Ars morendi
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui