Arquidiocese

Materiais e subsídios
Semana dos Seminários

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
21 Mai 2004
Celebrações no Sameiro
PARTILHAR IMPRIMIR
(Texto distribuído em conferência de imprensa, em 21 de Maio de 2004) Programa da Comemorações dos 150 ano da proclamação do dogma da Imaculada Conceição e dos 100 anos da coroação da imagem de Nossa Senhora do Sameiro. Realizam-se no Sameiro, em Braga, em 6 de Junho e em 8 de Dezembro, as Comemorações dos 150 anos da proclamação do dogma da Imaculada Conceição e dos 100 anos da coroação da imagem de Nossa Senhora do Sameiro. As comemorações de 8 de Dezembro têm carácter nacional, conforme deliberou a Conferência Episcopal Portuguesa na sua última Assembleia Plenária, por proposta do Arcebispo Primaz D. Jorge Ortiga. A Faculdade de Teologia-Braga, em colaboração com a Confraria de Nossa Senhora do Sameiro, promove entre 8 e 10 de Outubro umas jornadas de estudo subordinadas ao tema «Os Caminhos de Maria nos caminhos para Deus» 1. Programa de 6 de Junho 07h00 – Parte da Sé uma peregrinação com a imagem de Nossa Senhora do Sameiro, em direcção à Basílica Sameiro. A celebração da Eucaristia, que se prevê para as 11h00, a que preside D. Jorge Ortiga, é animada pela Orquestra do Norte, sob a regência do Maestro Ferreira Lobo, e pelos coros da Sé de Braga, de S. Martinho de Dume, de Azurém e do Orfeão de Braga. Serão cantados a Missa de Nossa Senhora do Sameiro, do falecido Maestro Cónego Manuel Faria, e o Hino da Coroação. No fim da Missa é dada a Bênção aos Doentes. Entretanto, a imagem de Nossa Senhora do Sameiro, que tem estado, à vez, nas diversas paróquias da cidade de Braga, é levada para a Sé no dia 31 de Maio. Nos dias 1, 2 e 3 de Junho há, na Catedral, um tríduo preparatório da peregrinação. Em 4 de Junho, à noite, há uma procissão de velas por algumas das ruas da cidade. 2. Programa de 8 de Dezembro 11h00 -- Missa, na Cripta da Basílica do Sameiro, presidida pelo Cardeal-Legado de João Paulo II. No fim da Eucaristia o Cardeal-Legado entrega ao Arcebispo Primaz a Rosa de Ouro, que o Papa atribuiu ao santuário do Sameiro, a qual é, posteriormente, colocada junto do altar da basílica. A celebração termina com a Consagração a Nossa Senhora. Neste dia conta-se, no Sameiro, com a presença de todos ou de quase todos os Bispos de Portugal. O nome do Cardeal-Legado é tornado público em 8 de Outubro. A Celebração é precedida de uma Vigília, no dia 7 de Dezembro. Uns dias antes, a Orquestra do Norte dá um concerto, no Sameiro. 3. Jornadas de Estudo entre 8 e 10 de Outubro Tema: Os Caminhos de Maria nos caminhos para Deus Programa: Dia 8 (sexta-feira) 15.00 ─ Sessão inaugural Maria, santuário de Deus entre os homens. Conferência de abertura Prof. Doutor João Duque 17.00 ─ Intervalo 17.30-19.00 ─ Sinal no tempo. Painel História do Santuário do Sameiro Prof. Doutor José Marques O Santuário do Sameiro na História Prof. Doutor José Paulo Abreu 20.00 ─ Jantar 21.30 ─ Serão cultural: Cón. Doutor Eduardo de Melo Dia 9 (sábado) 09.30 ─ Maria mediadora, caminho da Humanidade. Conferência Prof. Doutor Arnaldo Cardoso de Pinho 10.30 ─ Intervalo 11.00-12.45 ─ Maria na vida do Povo de Deus. Painel Piedade popular mariana Dr. Joaquim Moisés Rebelo Quinteiro Pastoral dos santuários Prof. Doutor José da Silva Lima As confrarias e o seu papel eclesial e social Dr. Abílio Alves Cardoso 13.00 ─ Almoço 15.00 ─ Maria nas Artes e nas Letras. Painel Património iconográfico mariano da Arquidiocese de Braga Doutor José Carlos de Miranda Cancioneiro do Sameiro Profª Doutora Elisa Lessa / Dr. Rui Mesquita Poesia do Sameiro Dr. Domingos da Silva Araújo 17.00 ─ Intervalo 17.30 ─ Maria Imaculada, ícone da graça e ideal de excelência humana. Conferência Prof. Doutora Isabel Varanda 18.30 ─ Intervalo 19.00 ─ Debate global 20.00 ─ Jantar 21.30 ─ Serão em Vigília: Cón. Doutor Eduardo de Melo Dia 10 (domingo) 09.30 ─ Devoção mariana e a nova evangelização. Conferência conclusiva Prof. Doutor D. António Marto 11.00 ─ Eucaristia de encerramento, presidida pelo Arcebispo Primaz 13.00 ─ Almoço Num dos serãos será representada a peça de Paul Claudel «O anúncio feito a Maria». Comissão Científica: Prof. Doutor D. António Marto Cón. Doutor Eduardo de Melo Peixoto Faculdade de Teologia-Braga: Prof. Doutor Pio G. Alves de Sousa Prof. Doutor João Duque Profª Doutora Isabel Varanda 4. Outros actos comemorativos: 4. 1. Em 14 de Agosto: concerto na basílica do Sameiro, durante o qual será interpretada a Missa da Coroação. 4. 2. Entre 5-7 de Novembro – Encontro de santuários de Portugal e da Galiza. 4. 3. Em 27 de Novembro – Encontro de confrarias marianas. 4. 4. Oportunamente será divulgada sobre o evento uma Nota da Conferência Episcopal Portuguesa. 4. 5. Será editada uma medalha comemorativa, que terá numa das faces a basílica do Sameiro e na outra, a imagem de Nossa Senhora. 4. 6. A Universidade Católica Portuguesa publicará o texto da definição dogmática com uma explicação doutrinal; editará um livro com a história da vivência desta verdade, ao longo dos tempos, em Portugal; editará também um álbum com os santuários, igrejas e capelas dedicados à Imaculada Conceição. Admite-se a hipótese de vir a organizar um congresso nacional. 4. 7. Serão publicados esquemas para a celebração do Mês de Outubro e da Novena da Imaculada Conceição. 4. 8. Prevêem-se, nas várias dioceses, jornadas de estudo nos meses de Outubro e Novembro. 5. Recorde-se que: 5. 1. A Imaculada Conceição de Nossa Senhora foi proclamada como dogma de fé pelo Papa Pio IX em 8 de Dezembro de 1854. 5. 2. A coroação da imagem de Nossa Senhor do Sameiro aconteceu em 12 de Junho de 1904. Confeccionada a partir de ofertas de senhoras portuguesas, inclusive da Rainha D. Amélia, a coroa é toda de ouro maciço e pesa dois quilos e quinhentos gramas. Nela se fundiram 107 anéis, pulseiras, cordões, brincos, etc., 81 libras, uma moeda de dez mil reis, quatro de cinco mil reis, três de oito mil reis, duas de 480 reis, duas de vinte francos e um dólar. Está adornada com 256 brilhantes. Foi desenhada por Roque Gameiro e fundida em Braga, nas oficinas de Manuel Casimiro da Costa. 5. 3. A «Rosa de Ouro» foi atribuída por João Paulo II como reconhecimento da peculiaridade do Santuário do Ssameiro. Trata-se de um objecto dourado, em forma de Rosa artística, que, normalmente, embora nem sempre isso aconteça, o Santo Padre benze-a no 4.º domingo da Quaresma. Ao longo da história foi atribuída somente a alguns países e personalidades, reis ou príncipes, que o Santo Padre desejava honrar dum modo particular. Mais tarde começou a atribuir-se a Santuários e Imagens que ser queriam distinguir. Parece que o seu uso se deve atribuir a Urbano II mas o primeiro testemunho que a documenta parece ser uma Carta do Papa Eugénio III a Afonso VII (séc. XI), embora outros estabeleçam o séc. XI como início e o Papa Leão IX como primeiro que a atribuiu. Lembremos alguns dos últimos séculos. Pio IX enviou-a à Rainha Maria Cristina de Espanha e à Imperatriz Eugénia em 1856 e a Nossa Senhora de Lourdes em 1879. Leão XIII, à Rainha Maria Henriqueta da Bélgica, em 1893. Pio X ofereceu-a à Rainha Isabel II de Espanha, em 1907. Pio XI, à Rainha Vitória Eugénia de Espanha, em 1923; à Rainha Isabel da Bélgica, em 1926; à Rainha de Itália, em 1937. No mesmo ano ofereceu-a ao Carmelo de Lisieux. Pio XII entregou-a à Grã-Duquesa Carlota do Luxemburgo, em 1956. Em 1953, à Catedral de Goa, por causa da sepultura de S. Francisco Xavier. Paulo VI deu-a à Basílica da Natividade, em Belém; a Nossa Senhora de Guadalupe, em 1966; a Nossa Senhora Aparecida, em 1967. João Paulo II concedeu-a, em 1995, ao Santuário de Czestochova e de Loreto. Quanto a Portugal podemos evocar: Em 20.1.1770 Clemente XIV dedica-a à Igreja de Santo António dos Portugueses; Nicolau V, em 13.4.1454, envia-a a D. Afonso V; Júlio II e Leão X, em 1506 e 1514, dedicam-na a D. Manuel; Clemente VII, em 1525, a D. João III; Júlio III, em 1551, ao príncipe D. José; Pio IV, em 1563, à rainha D. Catarina; Gregório XVI, em 1842, a D. Maria II; Leão XIII, em 1892, à rainha D. Amélia. Em 21-11-1964, Paulo VI atribuiu-a ao Santuário de Fátima.
PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190