Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Juntos no caminho de Páscoa"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DM - Francisco de Assis | 4 Dez 2023
Igreja dos Terceiros passa a ser a “casa” da Missa dos Jovens da Arquidiocese de Braga
Celebração junta a Pastoral Universitária e a Pastoral Juvenil da Arquidiocese de Braga
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DM

A Pastoral Universitária de Braga e a Pastoral Juvenil da Arquidiocese de Braga juntaram-se para celebrarem a primeira “Missa dos Jovens”. O evento religioso, inédito, serve para aprofundar os frutos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) realizada em Lisboa.

A eucaristia mensal vai acontecer, sempre na igreja dos Terceiros, que passa a ser a casa da Missa dos Jovens da Arquidiocese de Braga.   

A celebração eucarística foi presidida pelo padre Rúben Cruz, um dos rostos da Pastoral Juvenil da Arquidiocese de Braga e concelebrada pelo cónego Eduardo Duque, diretor da Pastoral Universitária de Braga.

O primeiro sinal de que se pretende que esta missa dos jovens seja fruto e continuidade da JMJ foi o cântico de entrada, que foi precisamente, “Há pressa no ar”, o Hino da JMJ Lisboa 2023.

Em declarações ao Diário do Minho, o cónego Eduardo Duque explicou que o que aconteceu é o desejo de construir uma pastoral de maior partilha em permanente escuta da juventude. 

Assim, o objetivo é ter um evento, uma marca,  um espaço que identifica os jovens da Arquidiocese de Braga. «Porque a Pastoral Universitária e a Pastoral Juvenil têm algo em comum, que são precisamente os jovens, ainda que de idades diferentes. Por isso, faz sentido que haja um espaço e um evento de partilha, onde cabem todos».

Uma vez por mês um arciprestado será convidado a animar a Missa dos Jovens

A celebração de ontem foi a primeira. No entanto, a ideia é que aconteça em todos os primeiros domingos de cada mês.

De acordo o cónego Eduardo Duque, o objetivo é convidar os jovens de todos os arciprestados da Arquidiocese a animar a missa dos jovens. A ideia é que o próprio arcipreste ou alguém designado por ele acompanhe os jovens e, com seus próprios cânticos, façam uma celebração festiva. "Espera-se que seja o verdadeiro aprofundar dos frutos da JMJ, envolvendo todos numa eucaristia de encontro. Queremos acolher todos, mesmo aqueles que andam nas fronteiras. Seria bom que os jovens encontrassem nesta eucaristia um espaço de oração".

Por sua vez, o padre Rúben Cruz, também se congratulou com a decisão de se organizar a missa dos jovens, onde todos são bem-vindos.

O sacerdote lembrou que, apesar da mensagem do Papa ter sido acolhida como uma grande novidade, ao dizer a igreja é de todos, Cristo já tinha dito o mesmo quando disse aos discípulos: "o que vos digo a vós, digo-o a todos".

No primeiro Domingo do Advento, o celebrante pediu aos jovens e cristãos presentes que preparem bem o nascimento de Cristo. "Jesus pede que façamos um bom caminho para o Natal". Um caminho que deve ser com Cristo, mas também com o próximo, sobretudo aquele que mais precisa.

O padre Rúben fez votos que a missa ajude a dar um rosto jovem à Igreja. Não pela idade, mas pelas ideias, ações e espírito de renovação.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190