Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com Agência Ecclesia/Vatican News | 22 Nov 2021
Papa diz que Jesus é “um rei para os outros” e não “como os outros”
A solenidade de Cristo Rei foi também dia de celebração do Dia Mundial da Juventude, que o líder da Igreja Católica assinalou ao pedir aos jovens liberdade e que sejam “consciência crítica” da sociedade.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

O Papa Francisco afirmou este domingo que Jesus não é um rei como os outros, mas é um rei para os outros”, e que os católicos devem integrar essa dimensão de serviço nas suas vidas.

Antes da habitual recitação da oração do ângelus, Francisco referiu que a realeza de Jesus está “além dos parâmetros humanos” e questionou, retoricamente, se os católicos sabem imitar Jesus na liberdade do desejo de fama e glória terrena”. 

Sabemos como governar a nossa tendência de sermos continuamente procurados e aprovados, ou fazemos tudo para sermos estimados pelos outros? No que fazemos, especialmente no nosso compromisso cristão, o que conta são os aplausos ou o serviço?”, perguntou o líder da Igreja Católica.

O Papa destacou que o reino proposto por Jesus “nada tem de opressor” e procura pessoas livres, porque “embora Cristo esteja acima de todos os soberanos, Ele não traça linhas de separação entre Ele e os outros; pelo contrário, deseja ter irmãos com quem compartilhar a sua alegria”, precisou.

Francisco assinalou assim a solenidade de Cristo Rei, que encerrou mais um ano litúrgico, e recordou que Jesus assume a sua realeza diante de Pilatos, governador romano, “enquanto a multidão grita para condená-lo à morte”.

O Papa alertou para as falsidades e duplicidades na vida dos cristãos, chamados a ser “verdadeiros”, porque a vida de um cristão não é um recital em que se pode usar a máscara que mais convém” e porque quando Jesus reina no coração, liberta-o da hipocrisia, dos subterfúgios e da duplicidade”.

“Precisamos das vossas críticas”, diz Francisco aos jovens

A solenidade de Cristo Rei foi também dia de celebração do Dia Mundial da Juventude, que o líder da Igreja Católica assinalou ao pedir aos jovens liberdade e que sejam consciência crítica” da sociedade.

Na homilia da missa a que presidiu também na manhã de domingo, Francisco disse aos jovens para não ter medo de criticar” e que precisamos das vossas críticas”, e incentivou a que façam barulho, porque o vosso barulho é fruto dos vossos sonhos, significa que não quereis viver na noite”.

Francisco realçou a importância de ter jovens capazes de sonhar, apontando para o futuro “com coragem”, e avisou para não se tornarem velhos “antes do tempo”, tendo “a paixão da verdade” para poderem dizer, com os vossos sonhos: a minha vida não está escravizada às lógicas deste mundo, porque reino com Jesus em prol da justiça, do amor e da paz”.

O Papa agradeceu ainda aos jovens que olham para lá dos “lucros do presente” e apontam aos “grandes ideais”, ajudando os adultos e a Igreja, que também precisa “de sonhar” e tem necessidade do entusiasmo e do ardor dos jovens” para ser testemunha de Deus.

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190