Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Juntos no caminho de Páscoa"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com ECCLESIA | 27 Out 2022
Bispos Ibéricos apostam numa comunicação que seja “voz dos sem voz”
Encontro Ibérico do setor das Comunicações Sociais decorreu em Santiago de Compostela
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Agência ECCLESIA/PR

A comunicação deve estar “próxima das pessoas”, deve apelar a uma “esperança maior” e ser “voz dos sem voz, do sofrimento da terra e da dor dos humanos”, afirmam os bispos das comunicações sociais da Península Ibérica. 

Os responsáveis pelas comunicações sociais das comissões episcopais portuguesa e espanhola estiveram reunidos esta semana em Santiago de Compostela. O encontro juntou a Comissão Episcopal de Meios de Comunicação de Espanha e a Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Socais de Portugal para o encontro anual que decorreu a 24, 25 e 26 de outubro. O tema deste ano foi “Comunicar uma esperança maior”.

O comunicado final do encontro refere que “a comunicação social enfrenta hoje duas possibilidades: limitar-se ao pequeno jogo das intrigas da sociedade de consumo em que vivemos, onde é difícil distinguir a verdade da mentira, ou comunicar uma esperança realista e resistente, sendo a voz dos sem voz, do sofrimento da terra e da dor dos humanos”.

Os bispos afirmam que a comunicação só “dará sentido à vida das pessoas” se, para além de cuidar da proximidade, tiver presente que “experiência cristã oferece a dinâmica do perdão capaz de abrir o coração a uma esperança maior, ao mesmo tempo definitiva e transformadora”.

D. João Lavrador, Bispo Português responsável pela Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Socais  distanciou a “esperança” de qualquer sentido ideológico e apresentou o horizonte de “um homem novo” que o ser humano necessita cultivar.

Acrescentou ainda que “a esperança leva-nos para o futuro. Somos essencialmente sonhadores de futuro e trazemos algo para o presente. A comunicação tem de apresentar esta dinâmica: se recalca só o pessimismo de cada momento, ela deixa uma grande parte do seu humano e sem o integrar na esperança”.

Por seu turno, o homólogo espanhol, D. José Manuel Lorca,  reconheceu, neste horizonte de comunicação, um desafio a todos os que integram a Igreja.

O Encontro Ibérico das Comissões Episcopais de Comunicação Social contou com o “contributo” de João Duque, professor de Teologia e pró-reitor da Universidade Católica Portuguesa, e Xosé Luís Barreiro, politólogo e colunista de imprensa.

Para os bispos que trabalham o setor das comunicações sociais, a Igreja deve repensar e construir uma nova presença na cultura, na transformação social e na atividade política com uma participação ativa dos leigos”. 

A nota final do encontro refere ainda que “no tempo em que as ferramentas digitais comunicam de forma intensa, mas com lacunas, a comunicação na Igreja deve continuar a ser repensada, seja pela formação dos comunicadores, seja pelo cuidado nas mensagens que transmite, onde é fundamental a proximidade e o diálogo com todos”. 

O Encontro Ibérico das Comissões Episcopais de Comunicação Social realizou-se em Santiago de Compostela no contexto do Ano Santo Compostelano. O próximo encontro realiza-se em Portugal, na Diocese de Viana do Castelo.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190